Segunda, 23 Setembro 2019 16:38

Câmara homenageia Movimento SOS Floresta do Camboatá

Nesta quinta-feira (19/9), a Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro homenageia o Movimento SOS Floresta do Camboatá com a Medalha de Mérito Pedro Ernesto. O evento será às 18 horas, no Salão Nobre da Câmara dos Vereadores (Palácio Pedro Ernesto, s/n, Cinelândia). A comenda foi criada em 20 de outubro de 1980 e é a principal homenagem que o Rio de Janeiro presta a quem mais se destaca na sociedade brasileira ou internacional. A iniciativa é do mandato do vereador Renato Cinco (PSOL-RJ).

Felipe Cândido receberá a Medalha em nome do SOS Floresta do Camboatá, movimento que luta pela preservação desta que é a última área de Mata Atlântica do bairro de Deodoro, subúrbio do Rio de Janeiro. A luta, que vem ganhando o apoio de vários setores da sociedade, inclusive do Sindicato dos Bancários, através de debates e mobilizações promovidas pela Secretaria de Meio Ambiente, tem como objetivo preservar a flora e fauna do local, impedindo que seja construído ali, um autódromo, projeto do prefeito Marcelo Crivella, que conta com o apoio do governador Wilson Witzel e do presidente Jair Bolsonaro.

Na ocasião será lida uma moção em homenagem a Fernando Andrade, aposentado ex-funcionário do Banco do Estado de São Paulo (Banespa). Fernando é militante ecológico e faz parte da Secretaria de Meio Ambiente do Sindicato.

Crime ambiental

A construção do autódromo pode resultar na derrubada de 180 mil árvores, das 200 mil que existem no local e centenas de espécies animais, muitas raras ou em processo de extinção. Um crime ambiental que pode ser facilmente evitado, já que existem outras cinco opções de terreno para construção do autódromo. No momento de urgência das mudanças climáticas, setores sociais precisam se levantar mais do que nunca em defesa do meio ambiente. É inaceitável a destruição da última área de baixada de Mata Atlântica na Cidade do Rio de Janeiro.