Terça, 14 Maio 2019 17:20

Na greve em defesa da Educação aulas serão nas ruas

No Rio haverá também passeata unificada de todas as categorias, saindo da Candelária às 17 horas

Como parte das atividades da Greve Nacional da Educação – nesta quarta-feira, 15 de maio, contra os cortes de verbas nas universidades federais, ensino médio e básico – os profissionais do setor estarão dando aulas nas ruas de todo o país. A paralisação é também um protesto contra a reforma da Previdência que, na prática, acaba com a aposentadoria integral, reduz dramaticamente o valor das pensões por morte e do benefício continuado pago a idosos carentes.

Além das aulas, que explicarão os prejuízos que serão causados à população pelos cortes e pela reforma, em todo os estados estarão acontecendo manifestações da Educação com a participação de várias outras categorias. No Rio de Janeiro haverá uma grande passeata. A concentração será a partir das 15 horas na Candelária de onde seguirá, às 17 horas, até a Central do Brasil.

A greve nacional da Educação e as manifestações são uma preparação para a Greve Geral Contra a Reforma da Previdência. O movimento está sendo convocado pelas centrais sindicais para o dia 14 de junho.

Onde serão as aulas de rua

Os locais das aulas e outras atividades de rua no Rio de Janeiro, divulgadas pela CUT/RJ, são os seguintes: no Noroeste Fluminense, panfletagem de 9h às 14h no Calçadão de Itaocara (organizada pelo Sepe); no Sul Fluminense: em Volta Redonda, às 10 h, ato na Praça da Prefeitura; em Barra do Piraí, às 10h, ato e aula pública na Praça da Av. Nilo Peçanha; em Resende 10h30 ato no calçadão; em Itatiaia, concentração na Câmara dos Vereadores; em Barra Mansa, às 12h, ato em frente à Prefeitura.

Na Costa Verde: aula em Angra dos Reis, às 10h, na Praça do Papão. Na Baixada Fluminense, petroleiros de Caxias fazem ato pela Educação, às 7 horas, na Refinaria Duque de Caxias; e em Nova Iguaçu, às 10h, ato e panfletagem na Praça Rui Barbosa com estudantes do IERP e da UFRRJ.

Na Zona Oeste: em Santa Cruz, ato e panfletagem na Praça do BRT, organizado pelo Sepe Regional. Na Ilha do Governador, ato e panfletagem, às 10h, na Estrada do Galeão, 2715, no calçadão em frente ao Mercado Extra (organizado pelo Sepe Regional, Sinpro, Sinasefedical e Colégio Brigadeiro Newton Braga); no Fundão, aula e ato em frente ao Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, às 9h, organização Sintufrj.

No Leblon, haverá aula pública, na Praça Antero de Quental, às 10h, na Escola Parque Santo Agostinho com apoio do Sindicato dos Professores (Sinpro); em Botafogo, conversa na Praça Corumbá, às 9h30, entrada do Santa Marta, com o apoio do Sinpro; e no Largo do Machado, ás 10h, aula pública, organizada pelo Sepe Regional e Sinpro. Já na Praça Saens Pena e no Méier a aula pública será às 10 horas; e às 11 horas, no Largo da Taquara.

No Centro, as aulas públicas serão no Colégio Pedro II, às 13h, organizado pelo Sindscope; na Praça XV, às 10 horas (organizada pelo ANDES-RJ, ADUFRJ, ADUR, ADUNIRIO, ADCEFET, ASDEUERJ, SEPE e Rede Emancipa); e no Largo de São Francisco, no IFCS, às14h (organizada pelo Sintufrj).