Terça, 05 Fevereiro 2019 17:30

Promoção por mérito não é concessão da empresa, mas conquista dos empregados

 O vice-presidente do Sindicato Paulo Matileti lembra que os deltas foram conquistados com a mobilização dos trabalhadores da Caixa O vice-presidente do Sindicato Paulo Matileti lembra que os deltas foram conquistados com a mobilização dos trabalhadores da Caixa

96% dos empregados aptos à promoção receberam o Delta em 2019. Vitória histórica começou a ser conquistada ainda na campanha salarial de 2008

Empregados da Caixa de todo o país receberam desde o dia 20 de janeiro a ascensão no Plano de Cargos e Salários (PCS), Os valores são referentes a promoção por mérito 2019, percentual que incorporam tendo como base para o cálculo, o salário de 2018. Dos trabalhadores aptos a promoção, 96% foram contemplados com ascensão, ou seja, 77.736 empregados.
“O bancário mais jovem muitas vezes não sabe, mas os chamados deltas são mais uma importante conquista dos sindicatos e dos empregados da Caixa. Esta vitória se deu primeiro na luta de nossa campanha salarial de 2008. É mais um exemplo da importância da participação dos trabalhadores em suas entidades sindicais, da unidade e mobilização da categoria”, explica o vice-presidente do Sindicato, Paulo Matileti.

Nova reunião

O início sobre o debate dos critérios para o ano base 2019, com reflexos em 2020, já tem data definida. Em negociação, ocorrida na última sexta-feira, 1º de fevereiro, foi agendada para o dia 22, a reunião da comissão paritária para debater a promoção por mérito.

Avanços só na luta

Cerca de 20% dos empregados ficaram de fora da progressão na carreira nos últimos dois anos. Em 2018, esse número já caiu para 4%. Os sindicatos querem assegurar que todos recebam delta e que a Caixa volte ao regramento que possibilita atingir o segundo delta.
“A Caixa precisa valorizar todos os empregados e para isso, precisamos manter a mobilização e a unidade para pressionarmos a direção do banco. Em 2014, por exemplo, o banco não discutiu o assunto com os empregados e somente com a nossa pressão garantimos o pagamento de um delta para todos os promovíveis”, acrescenta Matileti.
Para conseguir a promoção, era necessário cumprir alguns requisitos como ter realizado pelo menos oito horas (durante o ano) de capacitação dentre as ações integrantes do Programa Agir Certo Sempre, disponível no portal da Universidade Caixa; não estar na última referência salarial do PCS ao qual é vinculado, entre outras exigências.