Quarta, 05 Dezembro 2018 18:44

VITÓRIA MERECIDA - Bancários do Rio conquistam feriado na quarta de cinzas a partir de 2019

A presidenta do Sindicato, Adriana Nalesso, comemorou a instituição do feriado bancário na quarta de cinzas, em todo o Estado do Rio, uma merecida conquista da categoria A presidenta do Sindicato, Adriana Nalesso, comemorou a instituição do feriado bancário na quarta de cinzas, em todo o Estado do Rio, uma merecida conquista da categoria

Alerj derruba veto do governador Pezão e garante mais um dia de descanso, uma antiga reivindicação da categoria

 

Os bancários do Rio conquistaram uma vitória histórica nesta quarta-feira, dia 5 de dezembro. A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) derrubou o veto do governador Luiz Fernando Pezão ao Projeto de Lei 3433/2017, que institui a Quarta-Feira de Cinzas como feriado bancário. Agora, a proposta, de autoria dos deputados do PT, Gilberto Palmares e André Ceciliano (presidente da Alerj), segue para sanção do governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), que tem 15 dias para decidir sobre o projeto. Como não pode mais ser rejeitado pelo executivo, caso Dornelles decida vetar, a proposta volta para o Legislativo para ser sancionada.

Pezão, que havia rejeitado o Projeto, está preso na Unidade da Polícia Militar do Rio de janeiro, em Niterói, acusado de continuar o esquema de corrupção de seu antecessor, Sérgio Cabral) 

 Categoria comemora

 A presidenta do Sindicato, Adriana Nalesso, comemorou a instituição da quarta-feira de cinzas como feriado bancário, antiga reivindicação da categoria.

“É uma vitória que tem de ser celebrada por uma categoria que trabalha tanto o ano inteiro para garantir os lucros do setor que mais ganha dinheiro neste país. Nada mais justo do que mais um dia de descanso numa data em que a cidade costuma ficar vazia e as pessoas vêm da agitação do carnaval ou de uma viagem e poderão, já a partir deste ano, curtir a família e recuperar as energias para enfrentar a luta do dia-a-dia”, destaca.

O deputado estadual Gilberto Palmares expressou sua satisfação com a vitória, na Alerj. “Esta decisão faz jus a uma das categorias mais aguerridas, uma referência na luta dos trabalhadores”, afirma.