Informativo On-Line:

Cadastre-se e receba o informativo do sindicato por email.

OIT condena reforma trabalhista de Temer

NOTÍCIAS

08, fevereiro 2018 19:14

As reformas do governo Michel Temer não param de repercutir negativamente em nível mundial. O relatório anual do Comitê de Peritos para Aplicação das Convenções e das Recomendações da Organização Internacional do Trabalho (OIT), divulgado na terça-feira (6), condenou a proposta de reforma Trabalhista do governo Michel Temer, aprovada pelo Congresso Nacional. As novas regras entraram em vigor no dia 11 de novembro do ano passado.
Ao analisar a Convenção 98 da OIT, que trata do direito de sindicalização e negociação coletiva dos trabalhadores e trabalhadoras, da qual o país é signatário, o Comitê de Peritos questionou item da nova lei trabalhista que estabelece que o negociado prevalece sobre o legislado. Eles também mencionaram no relatório a regra que estabelece que o acordo individual pode se sobrepor ao acordo coletivo, já que o objetivo da negociação coletiva é garantir melhores condições de trabalho do que os já previstos em lei.
“O governo Temer perde cada vez mais credibilidade internacional, especialmente quando o assunto é retirar direitos do trabalhador. O problema é que este presidente ilegítimo não está nem aí para a sociedade brasileira e muito menos para a opinião pública estrangeira, pois está obcecado em cumprir o papel sujo de atender aos interesses de empresários e banqueiros”, afirma o diretor do Sindicato, Vinícius Assumpção. 
Casos graves
Em função destas contradições da nova legislação, o Estado brasileiro poderá estar dentro da lista de “casos graves” a serem analisados durante a próxima Conferência Internacional do Trabalho da OIT, que será realizada de 28 de maio a 8 de junho deste ano, em Genebra, na Suíça.
O governo brasileiro terá de responder internacionalmente por violações não só à Convenção 98, mas também as convenções 151, que trata da negociação coletiva entre trabalhadores do serviço público e as três esferas de governo, e a 154, que trata do incentivo à negociação coletiva.
 

Comentários


Para comentar você precisa estar logado.


Leia também:


18, October 18

Funcionários do Itaú recebem 13ª cesta-alimentação no dia 26

18, October 18

Empresas pagaram milhões para disseminar fake News pelo WhatsApp em favor de Bolsonaro

17, October 18

Retorno do risco de privatizações ameaça bancos públicos e o futuro do Brasil