Segunda, 09 Setembro 2019 21:44
SAÚDE

Sindicato denuncia doenças psicológicas na categoria em debate no TRT

O diretor da Secretaria de Saúde do Sindicato, Gilberto Leal, representou os bancários em debate sobre segurança do trabalho promovido pelo TRT O diretor da Secretaria de Saúde do Sindicato, Gilberto Leal, representou os bancários em debate sobre segurança do trabalho promovido pelo TRT

O Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região realizou no último dia 30 de agosto, um importante debate sobre “trabalho seguro”, como parte do Programa Nacional de Prevenção de Acidente de Trabalho. No encontro, participaram engenheiros de segurança do trabalho, advogados e representantes dos trabalhadores.
Categoria adoecida
Os bancários foram representados pelo diretor da Secretaria de Saúde do Sindicato do Rio, Gilberto Leal, que falou do crescente número de funcionários vítimas de doenças ocupacionais, fruto de assédio moral e toda a forma de pressão psicológica.
“A categoria bancária é uma das que mais sofrem com doenças psicológicas, um problema grave que atinge milhões de trabalhadores. Os bancos impõem metas absurdas e os funcionários vivem a incerteza sem saber se amanhã ainda estarão em seus empregos, em função das demissões em massa”, disse Gilberto. O sindicalista lembra ainda que o Brasil vive uma conjuntura que poderá piorar ainda mais a situação dos trabalhadores, com a precarização do trabalho e a retirada de direitos.
“O Governo quer acabar com as CIPAs, desobrigando as empresas a instituírem este importante instrumento de prevenção de acidentes do trabalho”. Criticou ainda o fato de o INSS negar as CATs (Comunicação de Acidentes do Trabalho) emitidas pelos sindicatos.
“O Brasil não é um bom exemplo de condições de trabalho e, em vez de avançarmos para garantir melhores condições de vida para os trabalhadores, estamos vivendo um retrocesso sem precedentes em nossa história”, conclui.